“VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NÃO TEM DESCULPA. TEM LEI!”

“VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NÃO TEM DESCULPA. TEM LEI!”


Publicado em: 01/09/2022 11:36 | Fonte/Agência: Departamento de comunicação

Whatsapp

 

Nesta quarta-feira, 31, no Paraíso Café, aconteceu o lançamento da cartilha “Violência contra a mulher não tem desculpa. Tem lei!”, alusiva ao Agosto Lilás - mês de conscientização e combate à violência contra a mulher.

O encontro marcou também o encerramento das atividades do mês de conscientização pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, quanto ao mês referido.

A cartilha lançada traz importantes orientações sobre os muitos tipos de violência que as mulheres podem sofrer, além da física, salientando para a importância e o cuidado com as agressões morais e psicológicas.

No material, informações de como proceder em cada caso, as fases e o ciclo da violência desde seus primeiros sinais, as leis de proteção, são outros fundamentais tópicos abordados.

Em um segundo momento, foi realizado também o lançamento do Grupo Reflexivo Feminino, uma iniciativa da Promotoria de Justiça, com parceria da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, por meio do CREAS. A ideia chega para ser uma espécie de complemento ao Grupo Reflexivo Masculino já existente, que interage com os agressores de ocorrências de violência registradas, ocasião em que é feito o trabalho necessário para uma reeducação dos mesmos.

Agora, o novo grupo irá focar seus esforços na assistência às vítimas afetadas pela violência doméstica, através do acompanhamento pessoal, o resgate da autoestima, o processo de recomeço e todo o apoio a carência exposta por cada caso específico.

“É uma satisfação para a nossa secretaria poder trabalhar mais este viés social em favor da defesa daquelas pessoas que tem seus direitos violados. Certamente, é um essencial suporte a mais que estamos oferecendo”, salientou a titular da STDS, Marcelle Lehr.

O juiz da Comarca de Dom Pedrito, Diego Locatelli e a promotora de Justiça Priscila Ramineli, também ressaltaram a relevância do momento, destacando o envolvimento, a preocupação e o atendimento modelo ofertado pelos profissionais da STDS com cada cidadão que se encontra em situação vulnerável.

Estiveram presentes representantes locais do Legislativo, Polícia Civil, Brigada Militar, OAB, Conselho Tutelar e equipe técnica da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social.

Na oportunidade, foram entregues exemplares para todos os órgãos envolvidos. Quem quiser ter acesso pode retirar diretamente na STDS.